SADO- Mariana Sevila
Cais do Sal / Rua do Sal

Uma proposta de encontro entre o intérprete e o público sobre as dinâmicas que podem ser assumidas na tentativa de servir um objeto artístico. O conceito surge da cerimónia tradicional japonesa SADO ou CHADO, que é por si só um ritual artístico coreografado de preparação e serviço de chá verde (matcha).